Contribua com a vakinha para a marcha da FNL!

A partir do dia 9 de novembro vamos estar em Sorocaba, São Paulo, para começar a concentração da grande marcha nacional da FNL. Para garantir a estrutura e alimentação para as mais de 1.000 pessoas já confirmadas na marcha, estamos arrecadando doações financeiras de ativistas, movimentos sociais e associações. Dia 10/11 partimos para a capital, […]

28 out 2021, 08:42 Tempo de leitura: 1 minuto, 33 segundos
Contribua com a vakinha para a marcha da FNL!

A partir do dia 9 de novembro vamos estar em Sorocaba, São Paulo, para começar a concentração da grande marcha nacional da FNL. Para garantir a estrutura e alimentação para as mais de 1.000 pessoas já confirmadas na marcha, estamos arrecadando doações financeiras de ativistas, movimentos sociais e associações. Dia 10/11 partimos para a capital, e para isso, sua ajuda é fundamental.

O lucro está acima da vida! Marchamos pela reforma agrária e a transformação social

A FNL tem demonstrado, através da mobilização e ocupação de territórios públicos, que somente com combatividade e iniciativas coletivas é possível destravar a reforma agrária e o debate sobre a função social da terra no Brasil. Enquanto se articula nacionalmente para pautar a luta por terra, trabalho, moradia e liberdade em São Paulo, a FNL também tem batalhado na Justiça. O processo ilegal que condenou Zé Rainha e Claudemir Novais à prisão, novamente, gerou uma campanha nacional pela liberdade desses coordenadores da FNL e de outras lideranças regionais também perseguidas pelos latifundiários e pelo Estado. O direito de lutar pela terra e pela reforma agrária também é uma pauta fundamental não somente para a militância da FNL, mas para todos que também enxergam no governo Bolsonaro uma ameaça constante para os movimentos sociais que se organizam para defender direitos.

Apoie a Frente Nacional de Luta Campo e Cidade

A FNL reúne diversos agrupamentos e movimentos sociais que lutam pelo direito à terra, ao trabalho, à moradia e à liberdade em 13 estados brasileiros. Em nossas fileiras, trazemos a tradição da luta radical pela transformação social de forma independente de qualquer governo. Zé Rainha, Claudemir Novais e Diolinda Souza são porta-vozes nacionais da história de combatividade da nossa Frente.